11 de fev de 2012

Os Sacramentos de Cura


Jesus é Deus, quis ser nosso irmão e é o amigo de todas as horas. Por isso está sempre ao nosso lado, tanto na alegria como na tristeza.
Ele se fez homem, conhece a natureza humana, sabe das nossas fraquezas e da nossa dificuldade em nos mantermos em estado de graça depois do Batismo.
Sabe muito bem que muitas vezes precisamos do Seu perdão porque somos pecadores.
Quantas vezes Jesus diz nos Evangelhos: "Teus pecados te são perdoados"?
E para que todos saibam que Ele realmente tem esse poder, cura também os males do corpo (Lc 5, 17-26)

Jesus é Deus, por isso tem o poder de perdoar os pecados. Os nossos também!
Mas e nós? quando ouvimos Jesus nos dizer: "Teus pecados te são perdoados"?

Ouvimos Jesus, pela voz do sacerdote, no Sacramento da Reconciliação e Penitência!
No Domingo da Ressurreição, pensando em todos os homens, em mim e em você, Jesus disse aos seus apóstolos:

"Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; aqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos" (Jo 20, 23)

Jesus nos ama sempre, mesmo o maior pecador, e quer perdoar a todos para que vivam no amor de Deus. Não quer que nada impeça a nossa caminhada para o céu, onde nos espera para vivermos ao Seu lado, eternamente felizes e sem sofrimentos. Por isso, perdoa a quem se arrepende do seu pecado, e O procura na confissão para se reconciliar com Ele e voltar a viver a Vida da Graça.

Quantos cuidados, quanto amor tem por nós, o nosso Salvador!
Cuida do nosso corpo e da nossa alma.

No Evangelho, lemos como em muitas ocasiões, Cristo tocou, ungiu e curou os doentes!
(Mt 9, 27-30; Mc 1, 40-42; Lc, 8, 51-56; Lc 5, 17-26; Jo 9, 1-7)
E quando enviou os apóstolos na primeira missão disse: "Curai os doentes" (Mt 10, 7-8)

Nós também, quando estivermos gravemente doentes podemos receber de Deus a força para supertar os sofrimentos, além da coragem e tranquilidade para enfrentar a morte. E, mais do que tudo, o perdão para nossos pecados! É o Sacramento da Unção dos Enfermos.

"Está alguém enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. A oração da fé salvará o enfermo e o Senhor o restabelecerá. Se ele cometeu pecados, ser-lhe-ão perdoados." (Tg 5,14-15)

O Sacramento Unção dos Enfermos pode ser recebido pelo cristão, sempre que estiver gravemente enfermo.
Da mesma forma, pode recebê-lo novamente se a doença voltar a se agravar ou se estiver correndo risco de vida ou ainda, se já estiver muito velhinho e fraco.

O padre, ao ministrar a unção dos enfermos, passa um óleo nas mãos e na testa do doente e diz esta linda oração:

"Por esta Santa Unção e pela Sua piissima misericórdia, o Senhor venha em teu auxílio com a graça do Espírito Santo, para que, liberto de teus pecados, Ele te salve e, na Sua bondade, alivie os teus sofrimentos."

Só mesmo Deus para nos amar tão carinhosamente!

Celebrando:

Pedir a algum catequizando que leia em voz alta, a seguinte meditação:

Não podemos comprar o perdão, não podemos merecê-lo.
Ninguém tem direito ao perdão.
O perdão, podemos pedi-lo humildemente para nós e para os outros:
A bondade de Deus é sem limites.
Aquele que recebeu, gratuitamente, o perdão
não pode viver mais om asua falta e crescer com ela;
pode tornar-se bom e misericordioso
num mundo que condena e pune.

Pensemos agora, em todos os que estão passando alguma dificuldade. Se alguém quiser pode falar o nome da pessoa em voz alta.

Após uma breve oração espontânea, encerrar com o cântico:

Perdão Senhor, tantos erros cometi.
Perdão Senhor tantas vezes me omiti.
Perdão Senhor pelos males que causei, pelas coisas que falei,
pelo irmão que eu julguei.

Piedade Senhor, tem piedade, senhor,
Meu pecado vem lavar com seu amor.

Perdão Senhor porque sou tão pecador.
Perdão Senhor, sou pequeno e sem valor.
Mas mesmo assim tu me amas, quero então te entregar meu coração,
suplicar o teu perdão.

Piedade Senhor, tem piedade, senhor,
Meu pecado vem lavar com seu amor.


Responda:

1) Qual a importância do sacramento da Reconciliação e Penitência na vida do Cristão?

2) O mundo de hoje necessita de corações reconciliados com Deus e com os irmãos. Como construir esta fraternidade?

3) Há pessoas que preferem não chamar um sacerdote para ministrar a Unção dos Enfermos a alguém gravemente enfermo, com "receio de assustá-la". Como cristão, o que você diria a quem pensa deste jeito?

4 comentários:

Gisele Cristo disse...

Olá....Passando para dar um oi e dizer que tem um selinho para vc lá no meu blog, Meu 1º selinho...bj Abraços Fraternos!!!

Scheila disse...

Olá Sheila!
To passando pra agradecer por este seu blog!
Daqui tiro todas as idéias pra manter meus catequisandos interessados cada vez mais na vida de Jesus.
Muito obrigada.
Deus te abençoe!
Abçs,
Scheila P.B. / Caxias do Sul

edvania disse...

hj

Rosa Maria disse...

Estou trabalhando com meus catequizandos sobre o sacraMENTO da reconciliação...vou aproveitar seu encontro...seu blog é aabençoado...
abraços

Postar um comentário

Evangelizar é preciso!

Link-me